27 de agosto de 2018

Fique de olho na alergia alimentar

Muitas pessoas sofrem com alergias ocasionadas por alimentos, mas sequer descobrem o porque desse problema. Vamos falar aqui um pouco mais sobre o tema, listando seus principais sintomas e os alimentos “mais perigosos”

 

O que é?
A alergia alimentar é uma reação causada por um mecanismo do sistema imunológico, no qual a defesa do organismo age de forma errada e causa problemas a saúde. Mas é diferente da intolerância alimentar. Na intolerância as reações não são causadas pelo sistema imunológico, mas sim por propriedades farmacológicas do alimento ou das características do paciente. 

 

Sintomas

– Coceira e vermelhidão na pele;

– Placas avermelhadas e inchadas na pele;

– Inchaço nos lábios, língua, orelhas ou olhos;

– Aftas;

– Nariz entupido e escorrendo;

– Sensação de desconforto na garganta;

– Falta de ar e dificuldade em respirar;

– Dor abdominal e excesso de gases;

– Vômito, diarreia ou prisão de ventre.

 

Alimentos que mais causam alergias

– Leite – Cerca de 90% dos casos de alergia alimentar estão relacionados ao leite de vaca e surgem logo na infância. Mas ao contrário da intolerância à lactose, a alergia às proteínas do leite envolve uma resposta maior do sistema imunológico.

– Ovos – A albumina, proteína do ovo, é usada em marshmallows, comidas congeladas e outras misturas para alimentos. A clara também está entre os principais alimentos alérgicos.

– Trigo, aveia, cevada e centeio – O glúten presente nesses alimentos pode causar alergia a crianças portadoras de
doença celíaca.

 

Exame

Para descobrir se você sofre alguma alergia alimentar e qual alimento ocasiona, é realizado um teste sanguíneo que consiste na coleta de um pouco de sangue que vai para análise laboratorial, através do qual se identifica a presença de alergênios, o que indica se houve ou não reação alérgica.

Este exame é geralmente feito após a realização de um teste de provocação oral, onde é ingerido uma pequena quantidade do alimento que se suspeita causar os problemas, observando se depois se surgem ou não sintomas de alergia.